Atividades Úteis á Saúde Mental

 

INTRODUÇÃO :  A INTERAÇÃO MENTE – CORPO.

Os conceitos de “mente” e “corpo” não significam que são entidades separadas, independentes uma da outra.

Na verdade “mente” e “corpo” formam uma unidade, o ser.

A interação é uma via de mão dupla, onde “mente” gera consequências no “corpo” e “corpo” gera consequências na “mente”, o tempo todo em que estamos vivendo…

Em um ser humano não acontece qualquer atividade física ou mental sem passar pelo funcionamento do cérebro.

Aqui citaremos algumas práticas físicas (corporais) que podem ajudar muito no tratamento e prevenção das doenças mentais.

Observamos que a doença mental impõe à pessoa um abandono de seu próprio corpo. Portanto, quando uma pessoa está descuidando-se nos zêlos com seu corpo ela está com algum tipo de doença mental.

Mas, isso não tem que dominar o indivíduo.

Ele, apesar de não ter vontade, pode fazer um esforço e executar as práticas físicas que o ajudarão a desenvolver uma libertação da escravidão imposta pelo funcionamento mental doentio.

Como resultado deste esforço, o cérebro colocará em atividade neurônios “adormecidos” pelo funcionamento mental danificado e este mesmo funcionamento terá um estímulo para sua recuperação.

As dificuldades de atenção, concentração, organização, memória, raciocínio, ansiedade, depressão, relacionamentos pessoais, improdutividade, drogadição, alcoolismo, tabagismo, obesidade, etc., também são muito sensíveis a estas práticas físicas.

A consequência será uma satisfação de viver melhor.

Nas primeiras vezes poderá achar um pouco difícil.

Mas, a persistência e regularidade na frequência deverão ser mantidas.

E é desejável que a adoção de qualquer prática física receba a aprovação de seu médico, Psiquiatra ou de outras especialidades médicas.
Ressaltamos que não estamos aqui negando o valor de práticas esportivas em geral.

Nosso interesse é apontar as utilidades para o funcionamento mental individual, na doença e prevenção de doenças mentais.

 

 

Aqui relacionamos algumas práticas que julgamos comprovadamente úteis para:

CRIANÇAS, ADOLESCENTES E ADULTOS JOVENS.

Artes marciais, como judô, jiu-jitsu e kung-fu.

Estas lutas estimulam com muita eficiência a recuperação e desenvolvimento de comportamentos, aliando sistema de pensamento com organização nas atividades pessoais.
Jogos: xadrez, damas e outros que incluam uso de atenção, planejamento e ação conjugados.
Artes plásticas: em especial pinturas, esculturas e desenhos.

 

ADOLESCENTES, ADULTOS JOVENS E IDOSOS.

Além do indicado acima incluindo crianças, temos:

Liam gong: Conheça o que é buscando na internet.

Trata-se uma prática milenar, inspirada na Medicina Milenar Chinesa.

Haka: Conheça esta atividade buscando na internet.

Criada como dança ”pelo povo Maori” (Nova Zelândia) tem movimentos, expressões corporais e falas, de tal forma combinados que geram um notável efeito de disposição, concentração e eficiência de ação.
Como se pode observar pela apresentação do time de rúgbi All Blacks, na internet, a sua duração é curta (poucos minutos) e a execução é muito simples.
Cada pessoa pode e deve criar sua própria haka, em um estilo pessoal. O essencial está em usar os tipos de movimentos, expressões faciais e a fala. No que diz respeito à fala, use qualquer tipo de expressão, exclamação e palavras com o conteúdo de sua preferência.

Uma simples aplicação de haka pode-se fazer ao acordar, ainda na cama, enchendo os pulmões, endurecendo os músculos e falando qualquer palavra de saudação ao dia que começa (por exemplo, “bom dia!”).

Yoga: É uma atividade milenar, rica em conteúdos na recuperação do corpo e da mente. Todavia, deve-se evitar a sua prática quando é associada a qualquer religião atual. A eficiência surge preservando-se os princípios associados à sua prática milenar.

Isto não significa que o paciente não possa seguir uma religião atual. Mas, na sessão de yoga o que pode ser falado é parte da filosofia milenar associada aos exercícios.

Exercício respiratório: extraído da prática da yoga, o seguinte exercício é muito útil, quando se experimenta ansiedade e serve também para ajudar ANTES de se expor a uma situação que possa despertar ansiedade. São três passos:

1 – Posicionar-se em uma cadeira ou cama, “soltando” a musculatura, buscando deixar o corpo relaxado.

2 – Encher os pulmões, inspirando pelo NARIZ.
3 – Iniciar uma expiração, PELA BOCA, o mais lentamente possível.
Repetir o exercício por 3 ou 4 vezes seguidas.

 

RECOMENDAÇÕES FINAIS:

Alimentação:

Consultar um Médico Endocrinologista e ou um Nutricionista, para orientar sua alimentação.

Cuidados Pessoais:

Jamais deixar “para depois” qualquer cuidado sempre que seu corpo manifestar necessidades como urinar, evacuar, ir ao dentista, reação de calor ou frio, etc.. Pois, os pequenos desconfortos e sofrimentos quaisquer sempre têm um efeito danoso na Saúde Mental, além dos prejuízos no próprio corpo.

Higiene pessoal:

Ao escovar seus dentes, tomar seu banho ou estiver comendo uma refeição, procure prestar atenção no que está fazendo em cada detalhe. Procure conhecer como se faz cada um destes cuidados consigo mesmo, para o melhor aproveitamento em seu benefício.

(Dicas / nota do autor)

Obs. Nos livros oferecidos neste portal inúmeras outras sugestões são apresentadas em defesa da Saúde Mental.

Pular para a barra de ferramentas